Revide Vip

Hoje é 24 de Abril de 2014 - Ano 28 - Edição 706

Buscar em x

Selecionar: todos | nenhum

Acompanhe a Revide

Você está em: Revide /
RSS

Blog Português VIP - Dicas úteis

Renata Carone Sborgia rcsborgia@gmail.com
Graduada em Direito e Letras, mestra USP, especialista em Língua Portuguesa e Educadora

Renata Carone Sborgia-Entrevistada sobre a Responsabilidade do Gestor Educacional-Homenagem Dia 15 de outubro-Dia do professor

Postado em 11 de Outubro de 2012 às 12:10 na categoria Falando Sobre...

ENTREVISTADA: RENATA CARONE SBORGIA-Responsabilidade Acadêmica do Gestor Educacional

DIA 15 DE OUTUBO—DIA DO PROFESSOR

Revista Gestão Educacional, Humana editorial

Por Carolina Mainardes Editora-Chefe e Jornalista

 

Discutir a formulação de uma proposta pedagógica que possibilite a inclusão dos Direitos Humanos e a aprendizagem voltada ao atual mercado de trabalho é o objetivo da professora Renata Carone Sborgia, com a publicação da obra Responsabilidade acadêmica do gestor educacional, pela Madras Editora. Mestra em Psicologia pela Universidade de São Paulo (USP) e pós-graduada em Direitos Humanos – Teoria e Prática pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP) e Fundação Getúlio Vargas (FGV-RJ), Renata evidencia a necessidade de otimizar a gestão dos serviços educacionais, o que, para ela, tem levado o gestor educacional a buscar alternativas que melhorem a eficiência nos estabelecimentos de ensino. Em entrevista à Gestão Educacional, a autora ressalta que o modelo de ensino precisa enfatizar e assumir um caráter dinâmico, no qual o desenvolvimento de capacidades, competências e valores passe a estar na primeira linha das preocupações dos sistemas educativos.

Gestão Educacional: Nos dias atuais, é necessária a implantação de um novo modelo de gestão educacional? O que esse modelo deve enfatizar?

Renata Sborgia: Sim. O conhecimento passou a ser a mola propulsora da sociedade moderna, e o acesso à informação deixou de ser limitado somente ao professor ou à escola. Assim, o conteúdo disciplinar deve enfatizar novas habilidades e competências para os educandos como forma de preparar instrumentos para lidar com a nossa nova realidade. O modelo educacional precisa enfatizar e assumir um caráter dinâmico, no qual o desenvolvimento de capacidades, competências e valores passe a estar na primeira linha das preocupações dos sistemas educativos. O modelo deve enfatizar o conhecimento conforme a nossa realidade, bem como apresentar ao gestor educacional as novas atribuições exigidas pela atual realidade, ressaltar os Direitos Humanos na grade curricular como disciplina regular e [proporcionar] uma aprendizagem voltada às exigências do mercado de trabalho.

Gestão Educacional: Que resultados são esperados do gestor educacional?

Renata: Os resultados são múltiplos, em virtude da modernidade. Entre os resultados esperados estão o envolvimento de uma metodologia educacional inovadora, chamando a atenção das instituições educacionais para rever, modificar ou alterar (se necessário) suas propostas pedagógicas com habilidades e capacidades aos educandos para sua melhor adaptação ao mercado de trabalho; [os resultados também incluem] uma proposta pedagógica modernizada, dinâmica, não só para desenvolver melhor o senso crítico dos alunos como [para] inserir uma educação em Direitos Humanos no currículo escolar. [Ou seja], resultados que ofereçam valores e possibilidades educacionais maiores e duradouras aos educandos para o mercado de trabalho, que devem também trabalhar a ética para cidadãos mais humanizados.

Gestão Educacional: E o que deve ser contemplado na proposta pedagógica?

Renata: Há de se ter princípios comprometidos e assumidos pela instituição de ensino dentro da proposta pedagógica que sirvam de sustentáculos para suas estratégias, decisões e ações eficazes e eficientes. Menciono alguns princípios que poderão ser postos na prática, de fácil aplicabilidade para a construção de uma proposta, tais como atualização tecnológica, responsabilidade social, inserção no mundo do conhecimento de forma sistematizada e organizada – explicando a finalidade da teoria na prática –, estímulo à reflexão crítica e construtiva para educandos – futuros formadores de opiniões fundamentadas e consistentes – dentre outras questões importantes. O gestor educacional é participativo; assim, agente de mudanças na educação.

Gestão Educacional: Como funciona o planejamento participativo e situacional?
Renata: 
A organização escolar tem três áreas fundamentais de gestão: pedagógico-didática, funcional e espacial e a administrativo-financeira. É preciso assumir o planejamento participativo e situacional e reconhecer que hierarquia, autocracia e conformismo não têm mais sentido nos dias de hoje. É preciso entender que o funcionamento está embasado nas mudanças, nas modernas teorias de administração que viabilizam a prática diária educacional, com ênfase na liderança, na tomada de decisões, nas estratégias e na flexibilidade e autonomia das escolas. São planejamentos com o novo tipo de gestão, em que devem prevalecer liderança, participação, criatividade, iniciativa, cooperação e motivação.

Gestão Educacional: Quais são as tarefas do gestor educacional frente à proposta pedagógica?
Renata: 
Uma das tarefas do gestor educacional é fiscalizar, bem como cobrar o cumprimento das promessas das instituições de ensino com suas novas e atuais propostas pedagógicas para seu público: os educandos. Assim, faz-se necessário detectar e avaliar frequentemente as novas exigências do mercado de trabalho com uma visão a médio e longo prazo, visão pluralista das situações atuais, capacidade de gerenciar um ambiente acadêmico cada vez mais complexo e otimizar a proposta pedagógica que valoriza os Direitos Humanos. O gestor educacional é a nova figura da atualidade, com atribuições que vão além das citadas acima.

Gestão Educacional: Por que é necessária a implantação de uma proposta pedagógica evocando os Direitos Humanos como disciplina curricular?

Renata: Há a necessidade de uma proposta pedagógica evocando Direitos Humanos como disciplina regular no currículo do ensino fundamental até a graduação. A crise de valores na sociedade atual tornou-se comum. Evocar uma reflexão para eles, reforçada pelo sentimento que toma conta dos responsáveis pela educação das futuras gerações, é um dever. Despertar para a necessidade de uma abordagem sobre ética, sobre a Declaração Universal dos Direitos Humanos, tendo como objetivo essencial a construção de um ensino e sociedade alicerçados em princípios éticos da justiça, da liberdade, da solidariedade, do respeito às diferenças, dos direitos e deveres dos cidadãos é fundamental. Evocar Direitos Humanos como conteúdo disciplinar nas escolas é essencial. É um tema que não pode mais ser negligenciado na educação.

Gestão Educacional: Como o gestor deve se preparar para atuar com uma educação voltada aos valores humanos?
Renata: 
O gestor educacional, agente envolvido neste processo de ensino, precisará de atitude, ou seja, é aquele profissional envolvido, comprometido e destemido que deve acolher, desenvolver e acompanhar lado a lado todo o processo de aprendizagem e avanço do corpo discente em especial. Valores humanos em educação exigem um aperfeiçoamento constante do gestor educacional na pesquisa, no aprimoramento e na flexibilidade, para que sua ação esteja em função da necessidade do educando.

 

Entrevista publicada na edição de outubro de 2012 da revista Gestão Educacional. Deixe seu comentário na seção Voz do Leitor

 

Envie esta notícia para um amigo
captcha
Preencha o campo a cima com os informes da imagem.
Faça um comentário
captcha
Preencha o campo a cima com os informes da imagem.

Comentários

    Nenhum comentário para esse post.