Sandro Rovani consegue habeas corpus no STJ, sandro rovani, sevandija, mamãe noel, dárcy

Sandro Rovani consegue habeas corpus no STJ

Defesa do advogado alegou que prisão preventiva foi ilegal; decisão saiu na noite desta quarta, 14

O advogado Sandro Rovani conseguiu a liminar de habeas corpus na noite desta quarta-feira, 14, no Superior Tribunal de Justiça (STJ). Rovani foi um dos detidos na Operação Mamãe Noel, a segunda fase da Sevandija, que investiga desvios de R$ 45 milhões dos cofres da prefeitura de Ribeirão Preto.

A defesa de Rovani alega que a prisão preventiva do advogado havia sido ilegal, pois teria desrespeitado outra liminar de habeas corpus expedida pela justiça que já havia dado a liberdade para Sandro, que foi um dos 11 presos na primeira fase da Operação Sevandija.

"Entendo que a liminar foi desrespeitada. Se não tem alteração do quadro processual dele, a prisão é abusiva, ilegal", afirmou o advogado Julio Mossin, que defende Rovani que completou afirmando que "se soltou em liminar, significa que a prisão foi ilegal”.

A defesa havia entrado com o pedido da liminar nesta quarta-feira, 14, que foi julgada pelo ministro Sebastião Reis Júnior, da sexta turma do STJ.

Marco também

O ex-superintendente do Daerp e ex-secretário da Administração, Marco Antonio dos Santos, entrou nesta quarta com um pedido de extensão da liminar de habeas corpus da prefeita afastada Dárcy Vera (PSD) para também conseguir a liberdade. O STJ concedeu a liminar ao ex-secretário.

Foto: José Cruz/ Agência Brasil

Compartilhar: