Supera Incubadora tem seis novas empresas, supera, incubadora, parque tecnológico

Supera Incubadora tem seis novas empresas

Incubadora conta com 46 empresas e oferece acesso à infraestrutura, além de assessoria, capacitação e networking

A Supera Incubadora de Empresas de Base Tecnológica, que fica no Parque Tecnológico de Ribeirão Preto, começa o ano com seis novas empresas, ingressas no processo seletivo do segundo semestre de 2016. A incubadora apoia a criação de novos negócios, disponibiliza infraestrutura básica para o empreendedorismo, além de assessoria, capacitação e networking.

Com as novas empresas, a Incubadora, que completa 14 anos de existência em 2017, passa a contar com 46 empreendimentos voltados, prioritariamente, para os setores de Saúde, Biotecnologia, Tecnologia da Informação e Bioenergia. “Nosso principal objetivo é fornecer as ferramentas e soluções para a criação, desenvolvimento e aprimoramento de empresas, no que se refere aos aspectos tecnológicos, gerenciais, mercadológicos e de recursos humanos. Também incentivamos a participação em nos principais eventos de empreendedorismo e inovação, o que possibilita o contato com possíveis parceiros e investidores”, explica Saulo Rodrigues, gerente da Incubadora.

A seleção para a Supera Incubadora de Empresas acontece duas vezes ao ano, uma vez por semestre. O próximo processo seletivo deve iniciar em fevereiro e o edital estará disponível no site.

Conheça as novas empresas:

Alta Biotec: design, produção e comercialização de: biorreatores 3D para aplicação em células; incubadoras inteligentes; sistemas de monitoramento e conversor inteligente multi gás;

GreenBox: solução para cultivo indoor de plantas, permitindo controle preciso sobre os nutrientes, iluminação e gases necessários para o seu máximo potencial de desenvolvimento, oferecendo constância no abastecimento e manutenção dos aspectos da qualidade do seu produto;

GUni: através de um aplicativo mobile, reunir informações úteis e relevantes para universitários, contendo agenda de eventos, grade horária, cardápio do restaurante universitário, vagas de repúblicas. O aplicativo ainda será personalizado de acordo com o gosto do usuário;

Therapy Bioeletronics: o projeto desenvolverá dispositivos eletrônicos de baixo custo que permitirão monitoramento de parâmetros cardiovasculares e, após processamento adequado destes parâmetros, identificação prematura de condições clínicas que podem evoluir para quadros mais graves;

Rhinno Mart: através da solução, é possível que o minimercado realize a gestão de seu estoque, confrontando junto ao seu ERP (quando existente) o estoque físico com o sistêmico. Isso gera um processo de padronização, com exatidão e consistência, sem que para isso seja necessário um grande investimento em equipamentos;

Lição de Casa: desenvolvimento e uso de simuladores (games) para ensino de alunos de diferentes cursos de graduação, de forma que os professores possam interagir com o sistema.

Foto: Arquivo Revide

Compartilhar: