Revide Vip

Hoje é 28 de Julho de 2014 - Ano 28 - Edição 720

Buscar em x

Selecionar: todos | nenhum

Acompanhe a Revide

Você está em: Revide /

Qualidade de Vida

RSS

Propriedades da chia A chia já foi muito consumida por civilizações antigas que precisavam de muita força e resistência física

Confira as Fotos

Originária do México, esta semente já foi muito consumida por civilizações antigas, principalmente por aquelas que precisavam de muita força e resistência física. Nova mania no mercado, a chia pode ser encontrada na forma branca ou preta.

Há um mês, Wilma Aparecida dos Santos acrescentou a semente no seu dia a dia. Diariamente, a empresária mistura a chia com quinua e aveia ao leite. “Estou adorando, pois a chia sacia muito aquele desejo de comer. Ela, aliada à uma alimentação balanceada e muita água, ajuda a manter o peso”, declara.

Segundo a nutricionista Cristina Trovó, a Chia é rica em vitaminas e minerais. “Ela é fonte de cálcio, ferro, magnésio, potássio, ômega 3, antioxidantes, fibras, proteína e carboidrato. Tem sido largamente utilizada em dietas de emagrecimento por sua quantidade de fibras solúveis e insolúveis. Na forma gel, potencializa ainda mais a sensação de saciedade”, explica a nutricionista.

Benefícios
Entre os benefícios que a chia proporciona à saúde destacam-se a proteção ao sistema cardiovascular, o controle da glicemia e da pressão arterial. A semente pode ser consumida em sucos, bolos, tortas e pães, sem comprometimento do sabor e da textura dos alimentos, melhorando, ainda, seu valor nutritivo. Segundo a nutricionista Cristina Trovó, a chia deverá estar presente no horário de pico da fome do indivíduo para funcionar melhor como ingrediente sacietógeno.

Lembre-se
Não se pode atribuir à chia o rótulo de alimento que emagrece. O emagrecimento não depende somente da ingestão de um ou de outro alimento específico, mas, sim, de um conjunto de hábitos. A alimentação é um dos principais fatores necessários para a perda de peso, mas não é o único. As características individuais e a prática de exercícios físicos também devem ser levadas em consideração.

Um rico ingrediente
De acordo com a nutricionista Milene Ferronato, são muitas as razões para consumir a chia. Uma delas é a grande quantidade de fibras, que melhora o funcionamento intestinal. “Uma das principais funções das fibras insolúveis é retardar a absorção da glicose e, assim, manter a energia corporal por mais tempo. A semente é rica também em fibras solúveis, aquelas que entram em contato com o líquido do estômago e do intestino e formam um tipo uma massa gelatinosa que retarda o esvaziamento gástrico. Com isso, a pessoa fica saciada mais tempo”, explica a profissional.

Gelatina de chia com uva Por Cristina Trovó
Coloque uma colher e meia  (sopa) de semente de chia em 100 ml de suco de uva integral orgânico levemente aquecido, sem açúcar e sem conservantes. Deixe de molho por 20 ou 30 minutos e leve à geladeira. O resultado pode ser consumido como sobremesa ou como acompanhamento de pães e de torradas.

* Publicado em 23/03/2012

Envie esta notícia para um amigo
captcha
Preencha o campo a cima com os informes da imagem.
Faça um comentário
captcha
Preencha o campo a cima com os informes da imagem.

Comentários

    Nenhum comentário para esta matéria.

Outros Cadernos

  • AgroVip

    Pesquisador defende o controle das doenças da cana com responsabilidade ambiental Subprodutos da cana, com alto valor comercial, que as usinas podem investir em curto prazo

  • Gerais

    Especialistas afirmam que o glúten e a lactose só devem ser evitados em alguns casos

  • Guia Cultural

    A mostra do fotógrafo João Pedro Zuccolotto propõe uma reflexão e confronta o observador

  • Guia Gourmet

    Restaurantes da cidade promovem um passeio de sabores pelo mundo

  • Imóvel

    Construtoras investem em áreas diferenciadas para conquistar o consumidor

  • Moda

    Ensaio com 10 hits que vão da inspiração masculina aos brincos vistos nas orelhas das famosas

  • Revide com Atitude

    Clique e confira ações de solidariedade e agenda de eventos sociais