OS PROCESSOS DE FORMAÇÃO DOCENTE E A PARTICIPAÇÃO EM EVENTOS CIENTÍFICOS 3 ,formação docente, eventos científicos, percurso profissional

OS PROCESSOS DE FORMAÇÃO DOCENTE E A PARTICIPAÇÃO EM EVENTOS CIENTÍFICOS 3

A formação docente tem sido objeto de inúmeros estudos acadêmicos. A partir dos anos 80, passam a existir no campo da educação, pesquisas que concebem a formação docente como um processo contínuo de desenvolvimento profissional, que se inicia desde a experiência nos primeiros anos escolares, passando pelos cursos de formação, seja inicial ou continuada, e prossegue ao longo de toda a vida do sujeito-professor. Em estudos mais recentes Nóvoa (2008), Imbernón (2009) e Marcelo Garcia (2009) vêm discutindo o conceito de desenvolvimento profissional docente, pois a palavra ‘desenvolvimento’ sugere evolução e continuidade, rompendo com a justaposição entre formação inicial e continuada. É nesse sentido que acreditamos em (per)cursos de formação docente, que abarcam a formação desenvolvida em (todos) os cursos frequentados, cursados pelo professor, mas considera, também, seu percurso como sujeito, nas mais variadas experiências de aprendizagem, formação e cultura.

Entre as experiências de formação e cultura, destacamos a importância dos eventos científicos, que reúnem acadêmicos e profissionais de uma área específica da educação, possibilitando uma fértil troca de experiências e saberes. Nessas ricas oportunidades, o sujeito-professor pode ampliar seus conhecimentos, participando de debates, mesas redondas, grupos temáticos, apresentações de trabalho, entre outras possibilidades de discussões e trocas. Tais discussões e trocas tornam o professor mais motivado e ‘nutrido’ diante dos desafios de sua vida acadêmica e da atuação em sala de aula.

Outro ponto que ressaltamos como importante e positivo na participação de eventos científicos é que estes oferecem a possibilidade de convivência com diferentes realidades e experiências pessoais e profissionais, que constituem, também, excelentes oportunidades de aprendizagem, pois as conversas informais entre pares, também são importantes momentos de formação. Nesse processo de (re)conhecimento, no contato com o outro é que o sujeito-professor tem a possibilidade de enriquecer sua(s) experiência(s), trajetória(s), (per)cursos individuais e, consequentemente, (re)significar seus saberes e fazeres.

Concernente a isso, o GEPALLE (Grupo de Estudos e Pesquisas em Alfabetização, Leitura e Letramento), da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto – USP, coordenado pela Professora Dra. Elaine Assolini, tem se dedicado a estudar e pesquisar temáticas relacionadas à alfabetização, à leitura, à escrita, ao letramento, às práticas pedagógicas escolares e à formação de professores. Em comemoração aos dez anos de estudos e pesquisas realizadas dentro do grupo, realizaremos um evento intitulado “II SIMPÓSIO GEPALLE-ALFABETIZAÇÃO, LETRAMENTO E FORMAÇÃO DE PROFESSOES”, com o objetivo de discutir algumas das principais questões que envolvem a alfabetização, o letramento e a formação de professores, na atual sociedade contemporânea; difundir resultados de pesquisas recentemente concluídas e proporcionar aos participantes, oportunidades de trocas de experiências e debates acadêmicos. Convidamos a todos os professores, educadores e interessados na temática, a enriquecerem seus (per)cursos de formação e (re)conhecimento.

O evento acontecerá no dia 5 de outubro, das oito às dezoito horas, no INSTITUTO DE ESTUDOS AVANÇADOS, Salão de eventos do Centro de Tecnologia da Informação da USP Ribeirão Preto (CeTI-RP)
Av. Bandeirantes, 3900 - Monte Alegre - Ribeirão Preto - SP - CEP 14040-900
Campus USP Ribeirão Preto - Rua Pedreira de Freitas, casa 16, bloco B. As inscrições  poderão ser feitas pela internet, sem custo, através do site: https://www.gepalle.com

Vagas limitadas.

 Realização: GEPALLE (Grupo de Estudos e Pesquisas sobre Alfabetização, Leitura e Letramento), LAIFE (Laboratório Interdisciplinar de Formação de Educadores), FFCLRP (Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto), FEARP (Faculdade de Economia e Administração de Ribeirão Preto) e CeTI-RP (Centro de Tecnologia da Informação de Ribeirão Preto).

 Referências:

IMBERNÓN, F. Formação docente e profissional. 3. ed. São Paulo: Cortez, 2009.

MARCELO GARCIA, C. Desenvolvimento Profissional: passado e futuro. Sísifo – Revista das Ciências da Educação, n. 08, p. 7-22, jan./abr. 2009.

NÓVOA, A. O regresso dos professores. Livro da conferência Desenvolvimento Profissional de Professores para a Qualidade e para a Equidade da Aprendizagem ao longo da Vida. Lisboa: Ministério de Educação, 2008.

 

 

 

 

Compartilhar:




Blog Educação escolar

Elaine Assolini
Por Elaine Assolini Pedagoga, linguista, pesquisadora, e-mail:[email protected]
Ver todas as postagens de Elaine Assolini