Reforma da Previdência: como fica a aposentadoria dos Políticos?,

Reforma da Previdência: como fica a aposentadoria dos Políticos?

Ultimamente não se fala em outra coisa senão a Reforma da Previdência.
Mesmo em meio a tantos escândalos de corrupção, ainda sobra espaço para notícias sobre a tal reforma.
Deixando um pouco de lado a questão de se ela é justa ou necessária, você já parou para observar como é e como ficará as aposentadorias dos Políticos?

O que prevê a Reforma?
Os detentores de mandato eletivo serão obrigatoriamente vinculados ao Regime Geral de Previdência Social, o que trará uma significativa redução no valor das aposentadorias, pois deverão respeitar o teto do INSS.

“Faz o que eu digo mas não faças o que eu faço”
Para nós, meros trabalhadores, ainda muito se discute sobre idade mínima e como será a regra de transição para a aposentadoria, mas com certeza ela existirá. Isso significa que a reforma, assim que aprovada, será aplicada de imediato para todos... Exceto para os políticos!
Para eles nem se fala em regra de transição, nenhum terá que pagar 30% ou 50% de pedágio sobre o tempo que falta para aposentar.
Pelo contrário!
É muito simples: as regras da reforma só se aplicarão para os NOVOS Parlamentares.
Quem já é parlamentar irá saborear uma farta aposentadoria (às nossas custas, é claro).

Fique esperto
Porque as novas regras da Reforma da Previdência também não podem valer apenas para os NOVOS trabalhadores?!
Fique esperto!

“Politize”
Para ilustrar o Valor vs. Tempo de Serviço de um cidadão comum comparado com o de um político, observe o infográfico elaborado pelo sitio eletrônico “Politize”.
Aliás, se quiser saber mais sobre esse tema e sobre política em geral, recomendo fortemente acompanhar o site: http://www.politize.com.br.
Para mais notícias sobre Previdência, acompanhe meu Facebook.

Compartilhar:




Blog Vida e Previdência

Hilário Bocchi Neto
Por Hilário Bocchi Neto Especialista em Trabalho e Previdência, e-mail: hbocchineto@gmail.com
Ver todas as postagens de Hilário Bocchi Neto