BALANÇO 2016 S,

BALANÇO 2016 S

Entramos pelo cano em 2016. Levamos cano em em 2016. Entramos em 2017? Na verdade, não conseguimos sair do cano: 2016 plus. Continuamos sem vergonha na cara acusando o mundo de não ter vergonha na cara.

Notícias auspiciosas:
Surto de febre amarela (prefeituras e estado escondiam os números de casos). Há vacinas, segundo o governo, mas "curiosamente", não há em boa parte dos postos de saúde do país. O crime ambiental cometido pelo Samarco continua criminoso: a lama desce morro abaixo, como a justiça brasileira.
O PIB, que deveria subir 2%, na verdade, a previsão previsível é a de que recuará 2%. Só temos chances de recuperar cuecas, calcinhas e sutiãs no segundo semestre, se não chover. Michel Temer afirma que não há nada a Temer. A maior parte da população brasileira não sabe quem é o presidente; eu também, não. 
A reforma da previdência não contemplará a classe política. Prefeitos e governadores receberam prefeituras e estados "quebrados". Pera aí, quando se candidataram, não sabiam disso? Foram pegos de surpresa? Não tinham fórmulas mágicas? Por enquanto nenhum renunciou até agora e deixou o ananás para o "mágico" concorrente. O presidente perdeu mais um secretário por causa de uma declaração "infeliz". Nós, infelizmente, não perdemos o presidente de plantão, apesar da mesma declaração infeliz. Romero Jucá e Renan Calheiros continuam onde sempre estiveram. A operação Lava-Jato não lava, só ensaboa. Parlamentares de outros partidos, além do PT, foram denunciados, mas não foram presos. Sérgio Moro tira férias, afinal Deus também merece. Haja saco. Também quero, pena que não sou Deus e o governo me obriga a trabalhar mais para ganhar menos. Haja paciência. Alckmin e Aécio permanecem onde sempre estiveram. Todos os partidos suspeitos de corrupção afirmam que suas contas foram entregues à justiça eleitoral e aprovadas pelo tribunal de contas da união. Ninguém ainda investigou o tribunal de contas da união e nem a justiça eleitoral. Donald Trump toma posse e os EUA são "empossados". Donald Trump nega que tenha feito da suíte onde Barack Obama dormiu com Michele na Rússia um bordéu. Ninguém acredita. Trump afirma que conhece Putim, mas diz não ter nenhum caso de amor com ele. É que os russos têm o costume de cumprimentar com um beijo na boca. 
RIBEIRÃO PRETO É A BRUZUNDANGA: Querem mais? A Dárcy Vera diz que é inocente. Os vereadores dizem que são inocentes. A população diz que é inocente. Eu sou inocente. O dinheiro depositado na conta dela foi doação de amigos. Descobri que não tenho amigos. O ex-presidente da câmara Valter Gomes tenta o suicídio, querendo imitar o ex-comparsa. Nada nesse país é original mesmo. Será que a Odebrecht está também por traz das maracutaias aqui? Será? Por que é que ninguém fala nada sobre os doadores de campanha? O ex-candidato a prefeito diz que não tem nada a ver com isso. O vice da prefeita diz que não tem nada com isso. O presidente da câmara disse que não conhece a prefeita. O vice-presidente da câmara diz que nem sabia que era vice-presidente. Ribeirão Preto é um buraco dentro de buracos. Teve o maior índice nacional de eleitores que não foram sufragar no último pleito, a prefeitura ficou acéfala durante quase um mês, porque ninguém queria descascar o ananás. A atmosfera da cidade está tão carregada que até as enchentes vieram para transformar a cidade no buraco, do buraco, dos buracos. São Pedro, apesar de todo esforço, não consegue limpar a cidade. As ratazanas estão onde sempre estiveram, apesar de São Preto. Aqui nem Deus dá jeito. 
"Feliz ano velho", amigo. Tudo está onde 1500 deixou. Político na cadeia recebe salário integral. Nenhum parlamentar perdeu o emprego. Prisões domiciliares são cumpridas em mansões paradisíacas. Faltam tornozeleiras eletrônicas nas lojas 1.99 e nos camelôs da 25 de março. Mulheres continuam sendo vítimas de estupros e assassinatos todos os dias. Parlamentares aumentam o próprio salário em meio à crise. Políticos trabalham de terça a quinta-feira, pois precisam dar expediente nos seus currais eleitorais. Eduardo Cunha não tem contas fora do país. Sérgio Cabral não tem contas fora do país. Nenhum parlamentar tem conta fora do país. Nem eu. Nem lá, nem aqui. Bebe-se mais suco no avião do presidente do que uísque importado na Vieira Souto. Come-se mais no avião do presidente do que no resto do país. Há mais água engarrafada do que água para beber no nordeste inteiro. Piada infame: Licitações para comida e bebida para o avião do presidente foram suspensas. Temer, de novo, afirma que não há o que Temer. 
Não vimos ou veremos políticos trabalharem de segunda a sexta feira em regime de CLT. Expediente: das 8h às 6h, com direito a uma hora de almoço, ticket alimentação, sem direito à hora extra, caso não cumpram suas tarefas. Políticos não podem acumular aposentadorias. Políticos são obrigados a se aposentar cumprindo as mesmas regras que a população deve cumprir. Cabe ressaltar que os cargos de vereadores, governadores, deputados, senadores e presidentes e vice-presidentes da república não são configurados como profissões.
POVO:
Precisa protestar com faixas dizendo: NÃO SOU UMA ENTIDADE ABSTRATA: QUERO COMER, BEBER E ME DIVERTIR", "NINGUÉM ESTÁ AUTORIZADO A FALAR EM NOME DO POVO". "TAMBÉM QUERO AUXÍLIO PALETÓ".

Compartilhar:




Blog Homem das Letras

Luiz Cláudio Jubilato
Por Luiz Cláudio Jubilato Professor de Língua Portuguesa, Redação e empresário , e-mail:[email protected]
Ver todas as postagens de Luiz Cláudio Jubilato