Como gerenciar suas finanças pode te ajudar a ser mais saudável?,hábitos, hábitos angulares, o poder do hábito, finanças pessoais, planejamento

Como gerenciar suas finanças pode te ajudar a ser mais saudável?

Olá! Quase um mês atrás fiz um post sobre como a falta de dinheiro pode influenciar a sua saúde e hoje trago o inverso: como posso utilizar do meu planejamento financeiro para melhorar a minha saúde?
 
Esse texto é inspirado no livro “O Poder do Hábito” de Charles Duhigg, o qual já faço a recomendação de leitura – Ele é, disparado, um dos melhores livros que li esse ano. O autor explica de forma bem didática como os hábitos funcionam, porque eles são importantes e de que maneira é possível mudar um hábito nocivo a sua saúde por um hábito saudável.
 
Primeiramente, vale ressaltar que os hábitos existem justamente para nos pouparmos da energia de pensar em tudo que fazemos. Imagine se você precisasse raciocinar cada movimento que faz de manhã ao levantar da cama, seria loucura, não é? Porém, como tudo na vida tem dois lados, existem os hábitos saudáveis que facilitam a nossa vida deixando automática certas atitudes que executamos no dia a dia, não exigindo tanto esforço do nosso cérebro, e, também, os hábitos não saudáveis, que são aqueles que podem comprometer nossa saúde, relacionamentos e as finanças!
 
Dentre todos os hábitos que praticamos diariamente, existem aqueles que são chamados de hábitos mestres ou hábitos angulares, pois eles tem o poder de desencadear uma série de reações e mudanças em outras áreas da vida (não necessariamente relacionadas entre si). O melhor exemplo disso é a atividade física! A maioria das pessoas que adquirem o hábito de praticar esportes regularmente, inconscientemente passam a fazer melhores escolhas da sua alimentação, o que pode desencadear um abandono de vícios e até mesmo mudança no comportamento e relacionamentos.
 
Observe que apenas um hábito que você escolheu adquirir (praticar atividade física) pode estimular vários outros hábitos que nem sempre parecem estar relacionados, como se alimentar melhor e ter relacionamentos mais saudáveis.
 
E se eu te disser que, conforme relatado e comprovado no livro, fazer o gerenciamento do seu dinheiro pode se tornar um hábito angular e desencadear uma série de atitudes saudáveis, mesmo que não tenha relação direta com suas finanças? Além de organizar o seu dinheiro, você ainda pode ficar mais saudável apenas com a mudança de um único hábito!
 
O experimento foi realizado da seguinte maneira: inscreveram 29 pessoas em um programa de gerenciamento de dinheiro de quatro meses. Pediram para que eles se privassem de alguns luxos e com as metas previamente estipuladas, (objetivos a serem alcançados, afinal sem isso é muito mais fácil desistir no meio do caminho) foi solicitado aos participantes que registrassem detalhadamente tudo o que gastavam. Conforme relatado, foi difícil no começo, porém com o passar do tempo os participantes adquiriram autodisciplina para essa tarefa, o que a tornou simples e de forma automática.
 
Resultado esperado: as finanças dos participantes melhoraram ao final do programa.
Resultado surpreendente: os participantes estavam fumando menos, bebendo menos álcool, comendo de forma mais saudável e, ainda, se tornaram pessoas mais produtivas no trabalho e na escola.
 
Conforme eles fortaleciam sua força de vontade em gerenciar melhor o seu dinheiro, mais essa atitude afetava outras áreas de sua vida, como a escolha do que iam comer e também o desempenho na produtividade.
 
Então, o que acha de começar a partir de hoje a se organizar financeiramente, visando não somente pagar as contas com tranquilidade, mas também a sua saúde?
 
 
Inspiração: “O poder do hábito” de Charles Duhigg

Compartilhar:




Blog Vai uma conversa aí?

Mariana Furtado
Por Mariana Furtado Um pouco de sobre empreendedorismo, negócios, carreiras e, uma das minhas paixões: livros! , e-mail:[email protected]
Ver todas as postagens de Mariana Furtado