Diga NÃO as boas oportunidades,foco, determinação, carreira, empreendedorismo

Diga NÃO as boas oportunidades

Eu fiz 2 mudanças sensíveis na minha carreira. Como disse no texto RECOMEÇAR, sou advogada, trabalhava como consultora tributária e, após 3 anos, me aventurei na área de assessoria de investimentos. Hoje, atuo como advogada no meu escritório, juntamente com 3 sócios e tenho um perfil no instagram com uma grande amiga para conversarmos sobre carreira e empreendedorismo (gosis.oficial).
 
Com toda sinceridade, quero confessar o maior erro que cometi nessas idas e vindas, para que talvez possa ajudar quem quer mudar de carreira e não sabe como começar...  Nada como aprender com erros, não é? Se forem os dos outros, melhor ainda, rs.
 
Quando decidi sair da consultoria tributária, foram meses de MUITO planejamento financeiro. Aprendi na marra o que era finanças pessoais, estudei, li livros, assisti inúmeros vídeos no youtube, fiz e refiz minha planilha, reduzi gastos ao máximo que eu podia e defini o valor que eu teria que ter na minha reserva de emergência para dar o próximo passo.
 
Mas, qual seria o próximo passo? Eu planejei tanto a parte financeira que envolve uma mudança na carreira e esqueci de me organizar para ir adiante. No início, comecei a operar na bolsa de valores, pois, com tantos estudos dentro da área financeira, acabei conhecendo esse mundo e, em um primeiro momento, me encantei. Olhando hoje, estava nítido que daria “errado”.
 
Quem sabe um pouco de bolsa de valores tem consciência o quanto é difícil, demorado e arriscado viver só disso. Eu não estudei a nova profissão que eu estava almejando, não fiz um plano de negócios para planejar os próximos passos. Caso desse errado, qual seria o plano B? Eu não sabia, porque minha cabeça não tinha como dar errado.
 
Toda ação (ou a falta dela) tem consequências. Como eu não tinha um plano bem definido, nesse meio tempo surgiu uma oportunidade de trabalhar como assessora de investimentos. Foi tudo muito rápido. Eu me desliguei da consultoria e em menos de 2 semanas já estava trabalhando como assessora. Na minha cabeça toda errada, pensei o que? “Já vou operar na bolsa, trabalhando como assessora eu continuo na área e ainda vou conseguir aprender mais”.
 
Eu não tinha estudado como era viver operando em bolsa, muito menos como era ser assessora de investimentos. A ideia inicial, todo o desgaste, planejamento, ansiedade, estresse e muita expectativa era que eu conseguisse me organizar para sair do emprego para EMPREENDER. E eu acabei, de novo, em um emprego, em menos de 2 semanas.
 
MORAL DA HISTÓRIA: Erro serve pra gente aprender, amadurecer e adquirir experiência. Primeiro aprendizado que tive é: se possível, não largue tudo de uma vez para se arriscar em algo novo, sem ao menos experimentar um pouco. Eu concordo que você só vai saber se gosta depois do dia a dia, de sentir realmente como é a rotina, mas, tentar conhecer o máximo possível da nova profissão é valioso para dar os próximos passos.
 
O segundo aprendizado que quero deixar aqui é: tenha o seu sonho muito claro na sua mente. Se você não ter nem ideia de onde quer chegar, qualquer lugar serve (vamos de clichê, porque esse se encaixou perfeitamente aqui). Saber que quer empreender, mudar de carreira... é uma coisa. Ter clareza disso, é outra. Caso contrário, você vai dizer sim a oportunidades que, a princípio, podem ser ótimas, mas que não se encaixam no seu sonho.
 
Uma vez ouvi essa frase e nunca mais esqueci: ter foco não é só estar 100% focado (a) no que está fazendo no momento, mas sim saber dizer NÃO as boas oportunidades, se elas te afastarão dos seus objetivos.
Lembre-se, os erros servem pra gente aprender e olhar os acontecimentos sob outra perspectiva. Não deve servir como arrependimento. Tudo é experiência!

Compartilhar:




Blog Vai uma conversa aí?

Mariana Furtado
Por Mariana Furtado Um pouco de sobre empreendedorismo, negócios, carreiras e, uma das minhas paixões: livros! , e-mail:[email protected]
Ver todas as postagens de Mariana Furtado