Comprova, Revide
Comprova, Revide

Mensagem envolvendo sequestro de criança em shopping é falsa, alerta empresa 

Mesmo relato foi compartilhado para shopping de Ribeirão Preto e São José do Rio Preto

Uma mensagem alertando para uma onda de sequestros relâmpago de crianças no Shopping Iguatemi de Ribeirão Preto é falsa. O texto que circula nas redes sociais, alerta os pais sobre uma quadrilha que estaria praticando os crimes dentro do shopping. Os três suspeitos teriam abordado uma família na "Drogaria Iguatemi", onde teriam tentado levar uma criança. 

Ainda segundo a mensagem falsa, a família foi direcionada para uma sala exclusiva da segurança do shopping, onde teria sido informada por seguranças da quadrilha. Porém, nada disso ocorreu em nenhuma das unidades do Iguatemi.

"O Shopping Iguatemi Ribeirão Preto esclarece que essa informação é uma notícia falsa, que foi propagada indevidamente nas redes", informou a empresa por meio de nota.

Ademais, exatamente o mesmo texto também foi compartilhado por moradores de São José do Rio Preto, município que também possui uma unidade do Shopping Iguatemi.

Ao jornal Gazeta de Rio Preto, a assessoria de imprensa do Iguatemi informou que o texto circula na internet desde 2014 e que foi comprovado, em toda a rede, que o fato não ocorreu. Ainda de acordo o shopping, não existe – em nenhuma de suas unidades – uma “Drogaria Iguatemi”, conforme circula na mensagem.

A mensagem falsa é essa:

“ASSUNTO SÉRIO .... ALERTA VERMELHO:

tenho um grande amigo que tem uma filha de 5 anos. Domingo foram ao Shopping Iguatemi. Perceberam que estavam sendo seguidos na hora do almoço por 3 caras. Acharam que era paranóia deles e seguiram o passeio. Foram até a Drogaria Iguatemi e saindo de lá, a esposa dele o chamou para pegar o remédio e quando ela virou viu um dos caras apontando para a filha deles e falando: "É essa". A esposa dele começou a gritar que o cara estava apontando para a menina e então os 3 saíram correndo. Eles chamaram o segurança. Meu amigo, a esposa e a filha foram levados para uma salinha do shopping onde contaram todo o caso. A equipe de segurança do shopping informou que se trata de uma gangue de sequestro relâmpago infantil. Aproveitam essa época do ano que tem muita criança em shopping, seguem os pais e quando os pais vão para o estacionamento, pegam a criança, saem do shopping e ai começa o processo de resgate. Atividade confessada por um dos 3 caras que seguiam eles que foi pego pela segurança do shopping. SOCORRO. Atenção máxima gente. Ficar grudado nas crianças.”.

O texto reúne características típicas de uma notícia falsa, como: linguagem alarmista e escrita em letras maiúsculas (ASSUNTO SÉRIO, ALERTA VERMELHO, SOCORRO); não citam com precisão os locais e a data dos fatos. Falam em domingo, mas não especificam qual. Falam em Shopping Iguatemi, sem especificar qual filial, além de mencionarem uma drogaria que não existe. O fato não acontece com a pessoa que o narra, sempre se tratando de um "amigo" ou um "conhecido".