Comprova, Revide
Comprova, Revide

Mensagens sobre frente fria com temperatura abaixo dos -15ºC no Brasil são falsas

Nas últimas semanas, circularam nas redes sociais mensagens falsas afirmando que haveria o "frio do século" no país

Devido à onda de frio polar que chega ao Brasil nesta semana, circulam mensagens nas redes sociais que afirmam que essa seria a "maior frente fria do século". As postagens também mostraram que no Sul do país a temperatura chegaria a -15ºC.

No entanto, de acordo os serviços meteorológicos que o Comprova, Revide! consultou, as publicações são falsas. A mínima prevista para a região Sul é de -8ºC a -10ºC no topo da serra de Santa Catarina, com sensação térmica de -20ºC. Em Ribeirão Preto, a menor temperatura será na sexta-feira, 30, com mínima de 3ºC e máxima de 21ºC, com previsão de geada ao amanhecer. Além disso, junto ao frio, os estados de São Paulo, Rio de Janeiro e parte de Minas Gerais podem esperar por chuva.

"Até o dia 24 de julho, a menor temperatura registrada no Brasil em 2021 foi de -8,2°C, no dia 20 de julho, em Urupema, localizada na parte mais elevada da serra de Santa Catarina, conforme medição do Epagri-Ciram. A Climatempo estima que um novo recorde poderá ser estabelecido, muito provavelmente na serra catarinense ou gaúcha, com algum valor entre -8°C e -10°C", diz nota do ClimaTempo sobre a temperatura de -15ºC.

A Somar Meteorologia também informou que a massa de ar frio que chega nessa quarta-feira, 28, provocará a queda acentuada nas temperaturas por um período mais longo, mas não serão as mais frias do século. 

O ClimaTempo também informou que “a massa de ar frio de origem polar que chegará ao país a partir desta quarta-feira irá provocar queda muito acentuada de temperatura no centro-sul do Brasil e até em áreas da Região Norte.

Na Região Sul, é muito provável que tenhamos a onda de frio mais intensa deste ano, com alta chance de neve nas áreas mais altas das serras gaúcha e catarinense e até no planalto de Santa Catarina entre os dias 28 e 29 de julho. Inclusive, em algumas localidades, há chance de novos recordes de frio. Além disso, a chance para geada é muito alta em praticamente toda a Região, inclusive em Florianópolis, Curitiba e Porto Alegre. Na capital paranaense, a temperatura pode ficar negativa na manhã de quinta-feira, com apenas -1ºC de mínima prevista”.

Na Região Sudeste, as menores temperaturas serão entre -2°C e -3°C na Serra da Mantiqueira, divisa entre São Paulo e Minas Gerais. Estão previstas também temperaturas negativas no Mato Grosso do Sul (região de Rio Brilhante) e no sudeste paulista (região de Itapetininga). No Sul da grande São Paulo, poderão ser registradas temperaturas negativas, mas no Mirante de Santana a chance é de frio recorde do ano, e não histórico.

Segundo o meteorologista da ClimaTempo, Fábio Luengo, entre quinta e sexta-feira, há a previsão de geada em grande parte de São Paulo, Mato Grosso do Sul, Minas e em áreas elevadas do Rio de Janeiro, como o Parque Nacional do Itatiaia. Ele ainda ressalta que essa frente fria está vindo encima de outra onda, o que preocupa os agricultores que não tiveram tempo de se recuperar das geadas anteriores.

Ainda de acordo com o meteorologista, a previsão é que as temperaturas elevem gradativamente a partir do final de semana, com atenção nas amplitudes térmicas. Essa pode ser considerada a maior onda de frio do ano, mas não a última. Agosto e setembro podem ter outras, mas com menos intensidade.