Bastidores da Política | 05.04.2019, bastidores, politica, vereadores, câmara, trenzinhos

Bastidores da Política | 05.04.2019

As principais informações da política em Ribeirão Preto

Com ressalvas
A Câmara dos Vereadores aprovou o projeto de lei conhecido como “Lei Anticorrupção”, que estipula novas regras de fiscalização de contratos públicos. De autoria dos vereadores Maurício Gasparini (PSDB) e Rodrigo Simões (PDT), o projeto foi aprovado de forma unânime. Contudo, como lembrou o vereador Renato Zucoloto (PP), ainda há uma discussão no Supremo Tribunal Federal (STF) sobre alguns trechos da lei, por isso, em caso de veto da prefeitura, Zucoloto adianta que acatará a derrubada.
Foto: Marcelo Camargo/Agencia Brasil
Com ressalvas 2
A discussão no STF partiu de uma Ação Direta de Inconstitucionalidade de Luciano Bivar, presidente do Partido Social Liberal (PSL), do presidente Jair Bolsonaro. Ele discorda do ponto em que a lei pretende punir as empresas que se envolverem em esquemas de corrupção. Segundo o PSL, empresas não devem ser punidas pelos atos de funcionários. 

Desesperança
Apesar do otimismo do prefeito Duarte Nogueira (PSDB) com a Região Metropolitana de Ribeirão Preto, outros governantes não estão nem um pouco satisfeitos com os resultados apresentados até o momento. Zezinho Gimenez (PSDB), de Sertãozinho, se disse “frustrado”. Dr. Francisco (PSB), de Guariba, falou que se sente “desanimado”. E Fernando Gasperini (DEM), de Santa Rosa de Viterbo, declarou que há “morosidade” quanto aos assuntos da RMRP.


Trenzinho na mira
O vereador Adauto Marmita (PR) apresentou um projeto de lei que retira a obrigatoriedade do uso de cadeirinhas para crianças menores de sete anos nos trenzinhos. A alteração, de acordo com o projeto, está de acordo com as exigências do Conselho Nacional de Trânsito (Contran). Segundo Marmita, a urgência foi necessária para sanar as multas que os motoristas dos veículos recebiam. 

Trenzinho na mira 2
A apresentação do projeto do vereador Marmita causou incômodo na vereadora Gláucia Berenice (PSDB). Segundo a parlamentar, a pauta da regulamentação dos trenzinhos vem sendo trabalhada por ela nos últimos dois mandatos na Câmara. Gláucia se negou a votar no projeto, que teve o pedido de urgência aprovado, alegando que deveria ser melhor discutido. Para a vereadora, Marmita “passou por cima” do trabalho dela.
 



“Já pensou trinta cadeirinhas instaladas em um trenzinho? Se acontece um incêndio? O uso da cadeirinha talvez seja bom, talvez seja ruim”
declarou o vereador Adauto Marmita, ao defender a retirada da obrigatoriedade das cadeirinhas nos trenzinhos.

Compartilhar: