Bastidores da Política | 21.06.2019, bastidores, politica, Sérgio Moro, Bancos

Bastidores da Política | 21.06.2019

As principais informações da política em Ribeirão Preto

O Aprendiz
O governador João Doria (PSDB) determinou que os novos dirigentes regionais de ensino no Estado de São Paulo sejam contratados por meio de um processo seletivo, em vez de concurso público. Antes da bateria de entrevistas com especialistas em gestão — que terá sete etapas —, o governo exonerou 34 dirigentes em todo o Estado, incluindo Ribeirão Preto. 
________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

O Aprendiz 2
Outra medida de Doria que afeta Ribeirão Preto é o veto ao projeto de lei que autoriza a venda e consumo de bebidas alcoólicas em estádios de futebol. A prática era permitida desde 2015, após projeto do ex-vereador Walter Gomes. Contudo, foi suspensa no início do ano por decisão da Justiça. 
________________________________________________________________________________________________________________________________________________________



CPI dos Mortos
Uma denúncia do vereador Orlando Pesoti (PDT) mostrou que corpos foram exumados, possivelmente, de maneira incorreta no Cemitério Bom Pastor. Restos de ossos, cabelo, roupas e fundo de caixão foram são reunidos em um terreno ao lado do cemitério a céu aberto, para depois serem levados ao aterro de Guatapará. O parlamentar estuda criar uma CPI para investigar o caso na Câmara. A Prefeitura nega as acusações.



“In Moro we trust”
O vereador Maurício Gasparini (PSDB) fez uso da tribuna da Câmara para defender o Ministro da Justiça Sérgio Moro. Gasparini afirmou que existe um grande esforço de uma “máfia internacional” para desmoralizar a Operação Lava-Jato. Segundo Gasparini, Moro e o procurador Deltan Dallagnol fazem parte de um grupo de “homens de bem que lutam contra a maldade”. 



Agiliza, aí
O vereador Isaac Antunes (PR) quer que a Prefeitura mude a maneira como discute as indenizações provenientes de danos aos automóveis causados por buracos. O parlamentar quer trocar o processo judicial, mais demorado, por um processo administrativo da própria Prefeitura. O texto ainda tramita nas comissões da Câmara.

“Em Ribeirão Preto, um pequeno devedor, alguém que deixa de pagar o IPTU, fica com o nome sujo, [...] enquanto os bancos riem da nossa cara”

Declarou o vereador Alessandro Maraca (MDB) membro da CPI dos Bancos que irá apurar as dívidas das instituições financeiras com o município.

Foto: Jose Cruz.

Compartilhar: