Revide,Estudantes que participaram de competição em Sertãozinho sofrem com rotavírus,estudantes, sertãozinho, rotavírus, surto, sofrem

Estudantes que participaram de competição em Sertãozinho sofrem com rotavírus

Delegação de Marília, que participou da Pré-Intermed, na última semana, teve de passar por atendimento médico

Um problema afetou estudantes que participaram do Pré-Intermed - competição esportiva que reuniu 11 faculdades de todo o Estado de São Paulo, em Sertãozinho, na semana passada: um surto de rotavírus, causador de diarreia e febre na delegação que veio de Marília. 

O Pré-Intermed aconteceu nos principais aparelhos esportivos do município, como o Ginásio Pedro Ferreira dos Reis, o Docão, e reuniu quase 500 estudantes. Os alunos da Faculdade de Medicina de Marília (Famema) foram acometidos por um surto de rotavírus, e acredita-se que a contaminação tenha ocorrido na chácara onde os alunos estavam hospedados.

De acordo com o Diretório Acadêmico da faculdade, diversos estudantes tiveram que receber atendimentos médicos em Sertãozinho e em Ribeirão Preto, e ainda está sendo apurado se o problema acometeu apenas os estudantes marilienses, ou também de outras faculdades que participaram do evento.

De acordo com os membros do Diretório, os estudantes que sofreram com a doença, que já retornaram para Marília, passam bem após o tratamento.

De acordo com a Secretaria de Esportes e Lazer de Sertãozinho, o alojamento foi alugado pelos próprios estudantes, e o município apenas disponibilizou as praças esportivas onde ocorreram as competições esportivas. Segundo a pasta, os responsáveis pelo espaço no qual os alunos estavam concentrados eram os próprios estudantes, porém é apurado se há mais casos da doença na cidade.

O rotavírus é uma doença que tem entre os principais sintomas a diarreia, vômitos e febre, causadores da desidratação, além de problemas respiratórios, como coriza e tosse. A transmissão pode ocorrer em contato com pessoas já foram contaminadas através das mãos, ou a partir do consumo de água e alimentos.

De acordo com especialistas, a melhor maneira de se prevenir do contágio do vírus é a higiene das mãos, que pode ser feita com água e sabão ou álcool-gel e o consumo de alimentos bem higienizados, além de água tratada.

Foto: Pixabay

Compartilhar: