Revide,Funcionários do Daerp culpam administração da autarquia pela demora nos serviços,Daerp, Funcionários, autarquia, administração, buracos, esgoto, vazamento, terra

De acordo com os funcionários, o Daerp disponibiliza equipamentos e ferramentas de má qualidade

Funcionários do Daerp culpam administração da autarquia pela demora nos serviços

Os empregados estão comprando ferramentas com o próprio dinheiro para poderem trabalhar

Os funcionários do Departamento de Água e Esgoto de Ribeirão Preto (Daerp) culpam a administração da autarquia pela má qualidade do serviço prestado na cidade e pela demora na resolução das solicitações de reparos. Eles relatam falta de equipamentos, ferramentas e estrutura para o trabalho.

De acordo com os funcionários entrevistados pelo Portal Revide, que não quiseram ter a identidade revelada, o Daerp não oferece as condições necessárias para a realização dos trabalhos ou as ferramentas para que os serviços sejam executados pelos empregados. Um motorista diz que os caminhões da empresa não estão em condições de rodar com segurança e outros não funcionam por falta de manutenção. Já um encanador fala que ele e seus colegas estão comprando as ferramentas para trabalhar.

Segundo os funcionários, os equipamentos que o Daerp tem fornecido não são de boa qualidade e quebram durante o serviço, principalmente as pás e, por isso, eles têm buscado comprá-las com o próprio salário. "Da forma que a pá quebra, ela pode cortar a perna de um cara", diz um funcionário. Eles costumam apoiar o pé na pá e usar a força da perna para facilitar a perfuração da terra. Para evitar gastar dinheiro com novas pás, os funcionários reforçam as existentes com solda.

Em outro relato, os funcionários mostram que também dividiram a compra de um rolo de mangueiras de polietileno e arcos de serra. "Faz 20 dias que disseram que estava chegando material. Já não tem mais canos de PVC", diz um funcionário. "Não estão dando condições para a gente trabalhar", conclui. O dinheiro gasto pelos funcionários não é reembolsado pelo Daerp.

O Portal Revide entrou em contato com o Daerp para questionar sobre as denúncias feitas pelos trabalhadores. De acordo com a autarquia, as ferramentas são fornecidas normalmente para que os funcionários possam exercer as funções e está sendo feita uma licitação para a compra de novos equipamentos e ferramentas.

Em relação à frota, o Daerp informa que possui 149 veículos entre motos, carros e caminhões e 13 retroescavadeiras. Deste total, dois caminhões, três carros e seis retroescavadeiras estão em manutenção, mas a autarquia afirma que o número de veículos parados não atrapalha o desempenho das atividades.

Foto: Arquivo Pessoal

Compartilhar: