Revide, Tempestade derruba 37 árvores em Ribeirão Preto , clima, tempestade, previsão do tempo, alagamento, prejuízos, Ribeirão Preto

A chuva causou pontos de alagamento, quedas de árvores e problemas na sinalização de semáforos em diversas avenidas

Tempestade derruba 37 árvores em Ribeirão Preto

Chuva e ventos que atingiram região nessa quinta-feira, 14, deixaram bairros sem energia

Na manhã desta sexta-feira, 15, equipes da Limpeza Urbana de Ribeirão Preto, Guarda Civil Metropolitana (GCM) e Empresas de Trânsito e Transporte Urbano (Transerp) trabalham nos estragos causados pela tempestade a que atingiu a cidade na quinta-feira, 14.

Segundo o Corpo de Bombeiros, 37 árvores sofreram danos. As rajadas de vento chegaram a 75 quilômetros por hora e foram registrados 39 milímetros de chuva. Bairros como Ipiranga, Vila Tibério, Vila Virgínia, Jardim Sumaré, Centro, campos Elíseos, Jardim Botânico, Planalto Verde, Jardim Paulistano, entre outros, tiveram arvores caídas e galhos quebrados.

Na Avenida Adelmo Perdizza, na Zona Sul, um automóvel foi atingido por uma árvore. A motorista ficou presa nas ferragens e precisou ser socorrida pelo Corpo de Bombeiros. Ela foi encaminhada ao Hospital São Francisco, no Centro, sem ferimentos graves.

Alagamento 

A chuva causou ao menos nove pontos de alagamentos, interdições e problemas na sinalização de semáforos em diversas avenidas. A GCM também realiza o patrulhamento preventivo pelas comunidades e, caso haja necessidade, irá acionar o atendimento da Secretaria de Assistência Social.

Para as próximas horas, ainda há condição para mais chuva na região de Ribeirão Preto, conforme a Defesa Civil do Estado de São Paulo. Para acionar a Defesa Civil de Ribeirão Preto, a população deve utilizar o telefone 199.

Endereços atingidos:
• Avenida Caramuru  (próximo à Avenida Prof. João Fiúsa)
• Avenida Euclídes Figueiredo   
• Avenida Maurílio Biagi (em frente à escola SEB)
• Rua Arnaldo Victaliano com a Avenida Leão XIII
• Avenida Nove de Julho 
• Rua Josino Maia de Assis, 156 (bairro Cidade Jardim)
• Rua Maria Celina Bin Rosa, 150 (Planalto Verde)
• Avenida Adelmo Perdizza, na pista Bairro/Centro
• Alameda Botafogo, ao lado do Terminal Evangelina de Carvalho Passing.

Falta de energia 

Segundo a Companhia Paulista de Força e Luz (CPFL)  o município foi um dos mais afetados. A Companhia comunicou que está realizando os reparos nas redes danificadas.

"Os fortes ventos, acompanhados de descargas atmosféricas e chuva torrencial, afetaram componentes da rede da CPFL e causaram falta de energia em alguns pontos da cidade. As equipes já iniciaram os trabalhos de manutenção e recomposição da rede elétrica". 

A companhia enfatizou que, nessas situações, são priorizadas as ocorrências que atendem clientes essenciais, como os setores da saúde, segurança e abastecimento de água. E que se for necessário, as manutenções vão ser feitas, também, no período noturno. 

Falta d’água

Ainda em Ribeirão vários poços do Daerp ficaram paralisados pela falta de energia elétrica na rede da CPFL, ocasionada pelo temporal.

Após o restabelecimento da energia, equipes trabalharam toda a madrugada para que os poços voltassem a funcionar normalmente abastecendo os locais que estavam sofrendo intermitência. Segundo o mesmo, até esta sexta-feira, 15, todos os sistemas de abastecimento estão funcionando normalmente.

Leia mais sobre; Tempestade deixa bairros sem energia em Ribeirão Preto
Nuvem de poeira volta atingir cidades da região de Ribeirão Preto

 

Foto: Reprodução Redes Sociais

Compartilhar: