Revide, Ribeirão completa 55 dias sem chuvas, Chuva, Ribeirão Preto, Inverno, Tempo, Seco

Ribeirão completa 55 dias sem chuvas

Segundo meteorologista, haverá precipitação isolada nesta quinta-feira, 20; depois disso só na primeira quinzena de agosto

Ribeirão Preto, conhecida por seus verões quentes e invernos secos, acaba de completar 55 dias sem chuva. A escassez, que atinge o município desde o dia 24 de maio, é resultado da localidade da região, situada em um local com clima de savana, ambiente tropical com estações úmidas e secas.

Segundo o meteorologista do Evandro Magalhães, da Somar Meteorologia, é normal não ocorrer chuvas neste período do ano, por conta do inverno ser uma estação seca nesta região do País.

Ele explica que isso acontece porque uma massa de ar seco se estabeleceu nesta região, impedindo que chovesse na cidade. “Também não tivemos nenhuma frente fria forte o suficiente para conseguir passar por esse ar seco”, afirma o meteorologista.

De acordo com Magalhães, há uma possibilidade de chuva isolada nesta quinta-feira, 20. Depois disso, só está prevista precipitação para a primeira quinzena de agosto. “Há possibilidade de chuva em Ribeirão nesta quinta, em razão da frente fria que vai passar pelo Sudeste, mas vai vir com baixos acumulados e de forma isolada. Depois disso, só há previsão para chuva por volta da primeira quinzena de agosto”, finaliza.

Qualidade do Ar

A estação da Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb) – agência do governo do Estado responsável pelo controle, fiscalização, monitoramento e licenciamento de atividades geradas de poluição –, localizada no Centro da cidade, registrou condições moderadas da qualidade do ar do município, com índice de 52, nesta segunda-feira, 17.

De acordo com a Cetesb, pessoas com doenças respiratórias e cardíacas, crianças e idosos podem apresentar sintomas como tosse seca e cansaço. Para evitar esses possíveis sintomas, é recomendado que não sejam realizados esforços pesados ao ar livre. Quem não possui a predisposição, em geral, não é afetado.

Foto: Pixabay

Compartilhar: