Revide, Professores municipais de Jardinópolis protestam por reajuste salarial, manifestação, professores, salário, Lei, aprovação

Segundo o Prefeito de Jardinópolis o interesse é pagar o retroativo de julho ainda neste mês

Professores municipais de Jardinópolis protestam por reajuste salarial

Manifestação aconteceu no começo da tarde desta terça-feira, 5; piso da categoria está abaixo do nacional

Os professores da rede municipal de ensino de Jardinópolis protestaram, nessa terça-feira, pelo aumento do piso salarial. Os educadores se reuniram na frente da Prefeitura.

Segundo Andresa Pegoraro, professora na rede municipal de Jardinópolis há 23 anos, no final do ano de 2019, alguns professores acionaram a Justiça do Trabalho. No começo de 2021 alguns professores começaram a ter as suas ações julgadas. Já que a cada ação perdida, o governo municipal terá que arcar com os honorários advocatícios, causando um prejuízo aos cofres públicos.

“No começo de Setembro, o prefeito se reuniu com uma comissão de professores e disse que iria fazer a tal adequação a todos. Só que precisaria mandar um PL para ser aprovado na Câmara. Pediu um tempo para os cálculos serem feitos e até contrataram um escritório para cuidar só disso. Acontece que este prazo expirou no dia 01/10. Ficamos aguardando o tal PL dar entrada na Câmara, pois sabemos que demanda um tempo para o mesmo ser discutido e aprovado. Infelizmente ele não mandou o projeto. Aguardamos até o dia de ontem, pois era dia de sessão na Câmara e nada do PL dar entrada. Organizamos esta manifestação do dia pra noite, pois a indignação e a falta de respeito com a classe é absurda”, conta Andressa.

O que ficou resolvido

Ainda na terça-feira,  o prefeito de Jardinópolis, Paulo José Brigliadori (Cidadania), recebeu uma das professoras presente na manifestação, junto com dois vereadores para discutir uma solução.

Foi acordado um prazo limite para que o Projeto de Lei que altera o piso salarial da categoria seja enviado à Câmara de Vereadores da cidade. Segundo o prefeito, a intenção é encaminhar o projeto até o dia 15 de outubro.

Brigliadori afirmou, em vídeo compartilhado nas redes sociais, que solicitou um estudo de impacto financeiro para adequar o piso salarial dos professores de Jardinópolis ao nacional. 

"O que mudou nos últimos dias foi que o projeto iria contemplar os pagamentos somente a partir de setembro, mas eu pedi que fosse pago os retroativos, dentro do limite máximo na Lei de Responsabilidade Fiscal. Decidimos que vamos pagar o piso retroativo a partir de julho", garantiu o prefeito. 
 

Foto: Acervo pessoal

Compartilhar: