Revide, Aplicação da 3ª dose da CoronaVac começa nessa segunda-feira, 6, em Serrana , Ribeirão Preto, Serrana, Coronavírus, Covid-19, Pandemia, Vacinação

Município de Serrana, na região Metropolitana de Ribeirão Preto, inicia aplicação da 3ª dose da CoronaVac nesta segunda, 6

Aplicação da 3ª dose da CoronaVac começa nessa segunda-feira, 6, em Serrana

Segundo anuncio do prefeito Léo Capitelli, a vacinação com a dose adicional é voltada para os munícipes acima de 60 anos 

Começa nessa segunda-feira, 6, a aplicação da terceira dose da CoronaVac, do Instituto Butantan, para a população acima de 60 anos no município de Serrana. Em publicação na última quarta-feira, 1º, o prefeito de Serrana Léo Capitelli (MDB), ao lado do governador João Doria (PSDB) e do presidente do Instituto Butantan, Dimas Covas, anunciou o recebimento de 5 mil doses do imunizante CoronaVac, para início da aplicação da dose de reforço na cidade.

A aplicação da dose adicional da vacina contra Covid-19 no Estado de São Paulo foi anunciada em coletiva de imprensa do Palácio dos Bandeirantes, também na quarta-feira, 1º. Na ocasião, o diretor Dimas Covas, ressaltou que o início da vacinação com a dose adicional da CoronaVac para cerca de 5 mil idosos com mais de 60 anos, vai permitir o acompanhamento da variante Delta no município.

“Serrana é um verdadeiro laboratório epidemiológico e isso vai permitir o acompanhamento de uma possível ameaça representada pela variante Delta”, disse o presidente do Butantan. 

No primeiro dia de aplicação da terceira dose, nesta segunda, 6 de setembro, a vacinação ocorrerá das 9h às 19h, na escola municipal Maria Celinar Walter de Assis. 

Projeto S 

Entre fevereiro e abril, Serrana abrigou o Projeto S, estudo do Instituto Butantan de vacinação em massa de toda a população adulta da cidade. Ao fim do projeto, a pesquisa registrou queda de 95% nas mortes, 86% de internações e 80% em casos sintomáticos de Covid-19 na cidade. 

Segundo o último boletim epidemiológico divulgado pela Prefeitura de Serrana, com dados consolidados até quarta-feira, 1º de setembro, a cidade acumula 4.667 casos confirmados de Covid-19 e 107 mortes pela doença desde o início da pandemia, em março do ano passado. 

Em junho, o estudo deu início a próxima etapa da pesquisa, fazendo uma avaliação coletiva da eficácia do imunizante na população de Serrana. “É um trabalho grande, porque nunca foi feito algo parecido. São modelos estatísticos novos”, explicou o diretor do Hospital Estadual de Serrana, Marcos Borges.

3ª Dose

Em publicação do dia 24 de agosto, o Ministério da Saúde informou que iniciará a aplicação da dose de reforço da vacina contra Covid-19 a partir da segunda quinzena de outubro, para indivíduos imunossuprimidos que tomaram a segunda dose há 28 dias e para indivíduos com mais de 70 anos, vacinados há seis meses. Segundo o ministério, a imunização deverá ser feita, preferencialmente, com uma dose da Pfizer ou, de maneira alternativa, com a vacina de vetor viral Janssen ou AstraZeneca.

A pasta também anunciou a redução no intervalo entre as doses da Pfizer e da AstraZeneca de 12 para 8 semanas, e esclareceu que as decisões foram tomadas em conjunto com o Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass), com o Conselho Nacional de Secretários Municipais de Saúde (Conasems) e a Câmara Técnica Assessora de Imunização Covid-19 (Cetai).

Foto: Divulgação/Instituto Butantan 

Compartilhar: