Revide, Ribeirão Preto é a 22ª melhor cidade para se investir, diz consultoria, ribeirão, preto, investimento, ranking, negócios, infraestrutura

Ribeirão caiu duas posições em relação ao ano passado, mas permanece entre as melhores cidades do País em infraestrutura

Ribeirão Preto é a 22ª melhor cidade para se investir, diz consultoria

No primeiro semestre de 2017, município recebeu mais de R$ 250 milhões em investimentos

Ribeirão Preto é 22º melhor município brasileiro para se investir, de acordo com o estudo Melhores Cidades para Fazer Negócios, da consultoria Urban Systems. O município caiu duas posições em relação ao ano passado, mas permanece entre os melhores do País em infraestrutura.

Segundo a Fundação Seade, o município recebeu R$ 250 milhões em investimentos apenas no primeiro semestre deste ano. Os principais destaques na região foram ligados ao comércio e ao setor de serviços, como a inauguração de escolas e de empresas de tecnologia.

Leia mais:
No 1º semestre, região de Ribeirão tem mais de R$ 250 mi em investimentos 

O relatório, que analisou 300 municípios em todo o Brasil, leva em consideração indicadores bancários, como depósitos em poupança e financiamento, receita corrente dos municípios, diversidade econômica e saldo de emprego.

Além disso, ele analisa a educação superior e básica nos municípios, cursos de especialização, a qualidade da saúde, logística, mobilidade urbana e indústria, além do desenvolvimento econômico das cidades.

De acordo com os idealizadores do levantamento, o índice ajuda a incentivar os municípios a se planejarem, evitando desperdícios dos recursos públicos, e buscarem novas fontes de recursos.

Ribeirão Preto ocupa a 22ª colocação na atração de possíveis investimentos, com o índice de Qualidade Mercadológica (IQM), adotado pela pesquisa, de 10,748. O principal município para se investir, de acordo com o estudo, é São Paulo, com IQM de 15,291, seguido por Vitória, Porto Alegre, São Caetano do Sul e Barueri.

No índice de Capital Humano, que leva em consideração a qualidade da formação e dos profissionais, Ribeirão apareceu na 54ª colocação, ante 45º em 2016, com índice de 4,190. Já no índice que mede a qualidade da infraestrutura oferecida para a realização de negócios, o município apareceu entre os dez primeiros – na 9ª posição – com índice 2,787, atrás de cidades como São Paulo, Brasília, Rio de Janeiro, Guarulhos, Campinas, Goiânia, Belo Horizonte e Curitiba.

Sertãozinho também foi avaliado

Sertãozinho também foi avaliado, e apareceu bem ranqueado quando o assunto foi desenvolvimento social. O município está na 19ª colocação do ranking, com índice de 3,554, melhorando o resultado obtido em 2016, quando foi o 33º colocado.

Foto: Arquivo Revide

Compartilhar: