Revide, Colégio Metodista de Ribeirão Preto fecha as portas , colégio, metodista, ribeirão, preto, fgts, pagamento, professores, fechou, alunos, matrícula

Colégio Metodista de Ribeirão Preto fecha as portas

Professores foram avisados na manhã desta sexta-feira, 21, que a escola suspendeu suas atividades no município por conta da situação financeira da instituição de ensino

O Colégio Metodista anunciou aos alunos e professores que vai fechar suas portas em Ribeirão Preto. A notícia de que unidade, localizada na Rua Florêncio de Abreu, no Centro, não vai mais funcionar pegou pais e professores de surpresa. 

Na noite dessa quinta-feira, 20, os alunos foram comunicados que não poderão mais estudar na escola. Já os professores foram dispensados na manhã desta sexta-feira, 21.

O professor de Filosofia e Sociologia Matheus Arcaro contou que começou a trabalhar no Metodista em 2019 e o colégio já não estava bem financeiramente. “Pagavam salário atrasado e não pagavam algumas coisas, como o vale alimentação. Eles foram nos convencendo de que a situação estava melhorando, tanto que entrou em recuperação judicial em abril de 2021 e, a partir daí, começamos a receber o salário em dia. A gente foi descobrir depois que eles nunca depositaram nosso FGTS. Tem pessoas que a escola está devendo R$ 200 mil, que já até saíram de lá e entraram na Justiça”, disse.

Ele afirmou que a reunião com os professores, para comunicar o fechamento da unidade, foi marcada de última hora. “Avisaram aos alunos ontem, mas muitos já tinham até comprado o material didático. Na semana passada, pediram a disponibilidade de grade dos professores. A escola já não estava indo bem, mas foi todo mundo pego de surpresa com o fechamento. E eles nos avisaram só agora, em 21 de janeiro, quando muitas escolas voltam às aulas na próxima semana e já contrataram seus professores, e deixaram um monte de profissionais na mão, sem possibilidade de procurar outro colégio para trabalhar”, denunciou Matheus.

Ainda de acordo com o professor, houve uma reunião no começo de dezembro do ano passado, na qual foi comunicado que daria tudo certo por já estarem em recuperação judicial. “Já na reunião de hoje, eles simplesmente anunciaram o fechamento da escola, sem nenhum tipo de respaldo, e esperaram justamente o dia 21. Afirmaram que vão pagar todos os direitos trabalhistas de forma parcelada, mas eles vêm fazendo promessas para a gente há cerca de três anos e nunca cumprem”, ressaltou. Ele também disse que está bastante preocupado com sua situação financeira a partir de agora. “Trabalho em outra escola, mas não é o suficiente e preciso urgente de outra fonte de renda”, destacou Matheus.

Outro lado 

Procurado pela reportagem do Portal Revide, o Colégio Metodista de Ribeirão Preto informou, em nota, que suspendeu suas atividades no dia

21 de janeiro devido ao agravamento de sua situação financeira. “Todo apoio escolar e administrativo está sendo prestado às famílias e aos alunos, para que possam prosseguir regularmente com seu ano letivo em outra instituição”, finaliza o comunicado.

A assessoria da escola não respondeu sobre a falta de pagamento do FGTS dos professores e nem sobre quais acordos serão feitos para o pagamento dos direitos trabalhistas dos docentes

Foto: Divulgação

Compartilhar: