Revide, Dia Internacional do Livro Infantil: estímulo à leitura se tornou essencial na pandemia, educação, livro infantil

Projeto "Fluência e entonação da leitura” realizado pelo professor e escritor André Luis Oliveira

Dia Internacional do Livro Infantil: estímulo à leitura se tornou essencial na pandemia

Autor de Ribeirão Preto fala sobre a importância dos pais no hábito da leitura entre crianças

Neste 2 de abril, Dia Internacional do Livro Infantil, Instituído pelo Conselho Internacional sobre Literatura para Jovens, a importância do estímulo à leitura se torna ainda mais importante com a pandemia. O hábito de ler para as crianças e, assim, estimular os pequenos a se tornarem leitores se tornou essencial no isolamento, sem as aulas presenciais. Nesse cenário, o papel dos pais e da família é essencial.

Segundo André Luis Oliveira, escritor de livros infantis, diretor do Colégio Pequeno Príncipe de Ribeirão Preto e professor, a família se tornou a principal referência para as crianças, e precisa estimular a leitura, fazer com que elas tenham contato com esse universo de alguma forma, seja diretamente com os livros, revistas e até receitas de bolo.

“É diferente o adulto falar para criança que ler é legal, e mostrar que ele realmente faz isso. Lendo, os pais conseguem influenciar a criança a querer fazer o mesmo”.

Com a pandemia, André fala que a leitura on-line ganhou ainda mais espaço, o que também é um estímulo, mas o contato físico com as obras não deixa de ser importante. “Acho que é importante que a criança leia, seja em livro físico ou e-book. Não é uma coisa ruim, porém, não se compara ao encantamento que a criança tem com o livro físico, com o ato de sentir o cheiro, texturas e interagir com as histórias”.

Influências

André sempre via seu pai lendo e, com isso, começou com gibis de histórias em quadrinhos. Ele foi evoluindo na leitura até que pegou gosto também pela escrita e, na escola, redação era sua matéria preferida.  Para ele, a questão do estímulo se repetia em sua vida pessoal, “eram livros de medicina, mas eu, como criança, achava interessante e queria fazer o mesmo”.

Sem nunca pensar em se tornar escritor, o professor começou a trabalhar na década de 80 em uma escola e, sempre aos finais de ano, estimulado pela leitura, André realizava um projeto em forma de peça de teatro. O “Fluência e entonação da leitura” tem o intuito de exercitar e aperfeiçoar a entonação para melhor entendimento da leitura. Nesse trabalho, desenvolvido até hoje, os alunos reproduzem, com adaptações, histórias de autores como Ziraldo e Ruth Bandeira.

Em 2006, André resolveu escrever um texto próprio para usar no projeto, chamado “A cidade dos cachorros”. Durante um dos ensaios da peça tradicional, uma de suas alunas  perguntou onde era possível comprava o livro com a história. Foi assim que surgiu a ideia de, finalmente, André lançar seu primeiro livro, de forma independente, sem apoio de editora.

O segundo livro foi o “Bichos Diversos”, de poemas. Dessa vez, o escritor criou alguns poemas para usar nas aulas. Desde 2012, esse livro vem sendo trabalhado por escolas de todo o Brasil. Depois das duas primeiras obras, os outros 27 livros tiveram contribuição de editoras.

Novo Lançamento

"Ô Mole", a história de um bicho preguiça com o macaco, é o novo lançamento do escritor André Luis Oliveira. Ainda sem data específica de lançamento devido a pandemia, a previsão é de que seja ao final de abril e início de maio.

Dicas

Para estimular a literatura entre as crianças neste Dia Internacional do Livro Infantil, data escolhida para celebrar a literatura infantil e homenagear o escritor dinamarquês Hans Christian Andersen, um dos principais nomes da literatura mundial, autor, por exemplo, de obras como "A pequena sereia", confira uma lista com os cinco livros mais vendidos no site Amazon no Brasil:

 

- Malala, a menina que queria ir para a escola

Autor: Adriana Carranca

Ano de publicação: 2015

Malala Yousafzai é uma menina que nasceu em um lindo vale chamado Swat, no Paquistão. Ela amava ir à escola, era a melhor aluna da classe. Mas quando tinha dez anos, ela viu sua cidade ser controlada por um grupo extremista que impunham muitas regras, entre elas proibia as meninas de irem à escola. Malala é um grande exemplo de como uma pessoa e um sonho podem mudar o mundo.

- E foi assim que eu e a escuridão ficamos amigas

Autor: Emicida

Ano de Publicação: 2020

Uma menina tem medo da escuridão, medo do que ainda não foi explorado. Quando chega a noite, vem a preocupação e a ansiedade: afinal, o que o escuro pode esconder? O que ela nem imagina é que, do outro lado, a escuridão também é uma menina ? cujo maior medo é a claridade.

- O pequeno príncipe

Autor: Antoine de Saint-Exupéry

Ano de Publicação: 2019

Um piloto cai com seu avião no deserto do Saara e encontra um pequeno príncipe, que o leva a uma jornada filosófica e poética através de planetas que encerram a solidão humana

- O Menino, a Toupeira, a Raposa e o Cavalo

Autor: Charlie Mackesy

Ano de publicação: 2020

A narrativa conta a história de um menino curioso, uma toupeira gananciosa, uma raposa cautelosa e um cavalo sábio que se encontram em situações às vezes difíceis, compartilhando seus medos e suas descobertas sobre vulnerabilidade, bondade, esperança, amizade e amor.

- Sr. Boaventura

Autor: J.R.R. Tolkien

Ano de publicação: 2020

Sr. Boaventura é um sujeito metódico, que gosta de usar chapéus altos e está acostumado com a vida calma em sua casa com seu bichinho de estimação Girafoelho. O resultado da história é muita ação e boas risadas.

 

 

Foto: Arquivo Pessoal

Compartilhar: