Revide, Câmara de Ribeirão Preto aprova moção de repúdio à Noruega por Papai Noel gay , papai, noel, gay, noruega, lgbt, câmara, ribeirão, preto, repúdio

Câmara de Ribeirão Preto aprova moção de repúdio à Noruega por Papai Noel gay

Autor do projeto, vereador André Rodini (Novo), argumentou que o Papai Noel é uma figura que estimula a "meritocracia" nas crianças

A Câmara Municipal dos Vereadores de Ribeirão Preto aprovou, nesta terça-feira, 30, uma moção de repúdio aos Correios da Noruega pela veiculação de uma propaganda em que o Papai Noel beija um homem. De autoria do vereador André Rodini (Novo), a moção também foi endereçada ao portal de notícias G1 por veicular a propaganda. 

A peça publicitária celebra os 50 anos do fim da lei que proibia o casamento homoafetivo na Noruega. A campanha chamada de “Quando Harry Conhece Noel”, mostra como Harry, um homem gay,  encontra acidentalmente Noel em sua casa na véspera de Natal. (Veja o vídeo completo ao final da matéria).

"Eles poderiam ter utilizado Odin, Thor, qualquer outro mito da religião nórdica. O Papai Noel não é mais uma representação cristã, ele é uma representação universal. Na cabeça das crianças, ele representa o lúdico. [...] O Papai Noel é uma das poucas lendas universais que prega a meritocracia. Se você respeitar as pessoas, receberá um mimo no final do ano", argumentou o vereador.

Figuras como Odin e Thor, citadas por Rodini, integram a mitologia nórdica, cultuada naquela região do norte da Europa antes da ascensão  da Igreja Católica. A Noruega é um país de maioria luterana protestante. "O Papai Noel não tem que sair do armário! Ele que tem que descer pela chaminé", acrescentou Rodini

A vereadora Duda Hidalgo (PT) criticou a moção de repúdio. Segundo ela, enviar uma reclamação aos Correios da Noruega não seria atribuição do parlamento ribeirãopretano. "Quanto custa enviar uma moção para a Noruega? Vocês acham que esse é o papel da Câmara de Ribeirão Preto?", ressaltou.

Com votaram:

SIM: André Rodini (Novo), Gláucia Berenice (DEM), Brando Veiga (REP), Bertinho Scandiuzzi (PSDB) e Franco (PRTB).

NÃO: Judeti Zilli (PT), França (PSB), Marcos Papa (CID), Duda Hidalgo (PT) e Ramon Todas as Vozes (PSOL)

Abstenções: Jean Corauci (PSB), Matheus Moreno (MDB), Maurício Vila Abranches (PSDB), Maurício Gasparini (PSDB), Paulo Modas (PSL) e Renato Zucoloto (PP)

Foto: Reprodução

Compartilhar: