Revide, Cervejaria de Sales Oliveira ganha duas medalhas de ouro no World Beer Awards , salles, bier, sales, oliveira, World, Beer, Awards, cerveja, artesanal, ribeirão, preto

Cervejaria de Sales Oliveira ganha duas medalhas de ouro no World Beer Awards

Salles Bier venceu competição internacional de cerveja

Um município com apenas 12 mil habitantes abriga uma cervejaria que acabou de ser três vezes premiada em um concurso internacional. Com três anos de operação, a Salles Bier, de Sales Oliveira, ganhou duas medalhas de ouro e uma de prata no World Beer Awards e, agora, quer expandir seu mercado para além da pequena cidade do interior paulista.

O concurso reúne cervejarias de mais de 50 países e cerca de 3.500 rótulos participantes. Acontece em duas etapas, com provas feitas às cegas e um painel de jurados internacionais. Na primeira etapa, são premiadas e eleitas as melhores cervejas de cada país participante. Na segunda fase, em Londres, as ganhadoras competem pelo título de melhores do mundo.

Na primeira etapa, a Salles Bier levou a medalha de prata com sua cerveja Nigra, no estilo Oatmeal Stout. Ainda faturou a medalha de ouro com a Lord, cerveja no estilo Imperial IPA. Por fim, ganhou mais uma medalha de ouro, com o prêmio de Melhor Cerveja do País (Country Winner) com a Danube, no estilo Vienna Lager.

A divulgação dos resultados aconteceu no último dia 9 de setembro. Em março deste ano, a cervejaria já havia levado uma medalha de prata pela Gandaia Pilsen no Concurso Brasileiro de Cervejas, em Blumenau, Santa Catarina.

De acordo com a sócia da Salles Bier, Daniela Melo Gullo, a missão da empresa é fabricar cervejas com alto padrão de qualidade, unir pessoas para experiências únicas de diversão e sabor e contribuir para a prosperidade sustentável dos colaboradores e da sociedade. E ganhar tantos prêmios, mesmo tendo pouco tempo de mercado, é a consagração do trabalho de todos.

“A premiação veio comprovar que estamos no caminho certo. Fomos coroados com um dos maiores prêmios do setor, mesmo em um ano difícil. Esse é o reconhecimento de todo o nosso empenho e dedicação. Esses três anos não foram fáceis, começamos com a cara, a coragem e a ousadia de atuar em uma cidade pequena, investimos em processos e principalmente na formação das pessoas. A crítica confirmou a qualidade de nossos produtos, nos trouxe a satisfação e o reconhecimento para a nossa cidade”, comemora.

Após a premiação, a empresa já definiu novos rumos. “Essas conquistas só nos trazem ainda mais responsabilidade. Agora, precisamos trabalhar ainda mais arduamente para manter a qualidade já comprovada. Estamos fazendo parcerias com outras microcervejarias para o lançamento de alguns rótulos colaborativos e para produção terceirizada de cervejas para algumas Cervejarias Ciganas. Temos, também, novos rótulos que pretendemos lançar em breve. Um deles é uma cerveja de guarda envelhecida em tonéis de carvalho europeu. Tudo isso focado sempre na qualidade, no crescimento sustentável e, ao lado da comunidade salense, iremos produzir cerveja no seu estado da arte”, afirma Daniela.

Cervejas produzidas pela Salles Bier

Gandaia (Pilsen)

Cerveja leve, dourada, equilibrada, com suave aroma de malte, amargor sutil e muito refrescante.

Danube (Vienna Lager)

Cerveja Lager de cor âmbar avermelhada e amargor moderado, cremosidade suave e espuma volumosa. Elegante complexidade de malte no início com presença de amargor suficiente para um final equilibrado e fresco.

Yankee (New England Ipa)

Cerveja de cor amarelada, totalmente turva, com uma textura macia. Com intensos sabores de frutas tropicais. Amargor moderado, corpo volumoso, intenso sabores de lúpulo muito presentes e que sobram no final.

Lord (Imperial Ipa)

Cerveja do estilo imperial IPA, bem lupulada, com amargor intenso, muito aromática devido ao dry hopping, com notas frutadas e cítricas, potente, com final seco.

Nigra (Oatmeal Stout)

Cerveja ale maltada, muito escura, encorpada e aveludada. Aroma de grãos tostados leves. Complexa em sabor de grãos torrados e um caráter suave de café. Amargor de lúpulo médio-baixo, com final semi-seco. Espuma espessa, cremosa e de cor bronzeada.

Baviera (Weizenbier)

Cerveja de trigo clássico, de origem alemã. Refrescante, com aromas que remetem à banana e cravo, alta carbonatação e baixo amargor.

Labuta (American Pale Ale)

Cerveja de estilo American Pale Ale, com amargor médio presente, mas de forma equilibrada, com retrogosto amargo dos lúpulos. Aroma cítrico provém dos lúpulos americanos.

 

Fotos: Revide

Compartilhar: