Revide, Covid-19 pode provocar queda de cabelo após período de infecção, publieditorial, hapvida, são francisco, covid-19, sequelas, dermatologia, cabelo

Caroline Simões, dermatologista do Sistema Hapvida

Covid-19 pode provocar queda de cabelo após período de infecção

Estudos apontam que cerca de 25% dos pacientes que tiveram a doença apresentam o problema que é provocado por uma inflamação dermatológica

Os reflexos do novo coronavírus no organismo, mesmo após o tratamento e superação da infecção da Covid-19, podem persistir no corpo do paciente provocando outros sintomas meses depois do diagnóstico da doença. De acordo com especialistas, o quadro chamado de Covid-19 persistente ou Covid longa podem surgir após semanas ou meses do início do quadro infeccioso.

Segundo pesquisas realizadas por universidades nos Estados Unidos, México e Suécia, que analisaram mais de 48 mil pacientes, os sintomas mais comuns são fadiga (58%), dor de cabeça (44%), dificuldade de atenção (27%), perda de cabelo (25%) e falta de ar (24%).

Pelo menos sete estudos acadêmicos abordam a ligação entre queda de cabelo acentuada e a Covid-19. No entanto, os especialistas afirmam que ainda não é possível precisar a duração da perda de cabelo. A dermatologista Caroline Simões, do Sistema Hapvida, que administra o Grupo São Francisco, afirma que os casos de queda de cabelo em pacientes que enfrentaram a Covid-19 é muito frequente e que é causado por uma inflamação.

"O vírus causa uma inflamação chamada eflúvio telógeno, que impacta o crescimento capilar. Por isso, é importante a orientação de um médico dermatologista para orientar o tratamento", explica Caroline Simões. "A queda pode ocorrer de 2 a 4 meses após o diagnóstico da Covid-19. Assim, diante desse quadro, são realizados alguns exames para definir o tratamento mais adequado para cada paciente", completa.

A médica esclarece ainda que a definição do tratamento depende do caso, em virtude de particularidades de cada paciente, mas que pode envolver o reforço da resistência e imunidade e o uso de produtos para aplicação no local.

"Os cuidados podem incluir o reforço por meio de vitaminas e tratamento tópico. No entanto, é importante que o diagnóstico e tratamento seja iniciado logo que se perceba essa queda intensa do cabelo", conclui.

Foto: Divulgação Assessoria de Imprensa Hapvida

Compartilhar: