Revide, Santa Casa ameaça reduzir atendimentos em 30% no próximo mês, santa casa, ribeirão preto, repasses, recursos, verbas, saúde, crise

Santa Casa ameaça reduzir atendimentos em 30% no próximo mês

Caso a Prefeitura de Ribeirão Preto não faça os pagamentos necessários, hospital pode suspender urgências e emergências

A Santa Casa de Ribeirão Preto recebeu R$ 2 milhões da Prefeitura de Ribeirão Preto nesta sexta-feira, 11, referente a recursos carimbados do Ministério da Saúde - verba que tem uma destinação específica. Como o valor transferido é considerado "vinculado", os repasses do Governo Municipal, suspensos deste março, seguem em atraso e chegam a R$ 2,26 milhões. Por este motivo, os médicos da instituição não descartam paralisação (leia mais abaixo).

Segundo a Coordenadoria de Comunicação Social (CSS), no mês de setembro foi repassada para a Santa Casa a quantia de R$ 2.845.166,90. Desde janeiro, os repasses chegam a R$ 27.880.355,47.

A Administração Municipal informa ainda que, mensalmente, faz o pagamento antecipado de 60% do faturamento do hospital e de 30% referente ao faturamento do mês anterior. Do montante, 15% é pago conforme ordem cronológica definida pela Secretaria da Fazenda.

Paralisação

Por razão da falta de repasses dos recursos próprios pela Prefeitura de Ribeirão Preto, novas medidas serão adotadas pelo Hospital Santa Casa caso não se normalize a situação.

De acordo com o diretor superintendente da instituição, Marcelo Di Bonifacio, com a possibilidade do não cumprimento dos repasses de honorários aos médicos da Santa Casa, a partir de 1º de outubro o hospital reduzirá em 30% a oferta de serviços para o gestor municipal da saúde. E a partir do dia 13 do mesmo mês deixará de atender casos de urgência e emergência pelo SUS.

Atualmente são atendidos cerca de 10 mil consultas ambulatórias, 1 mil pacientes na unidade de urgência e emergência, 1.100 internações,  20 mil exames radiológicos, 600 cirurgias e mais de 200 procedimentos ambulatoriais.  Sendo que o SUS representa 60% dos atendimentos da instituição.

Requerimento

Um ofício apresentado pelo vereador Bertinho Scandiuzzi (PSDB) convoca o Secretário da Saúde, Stenio Miranda para prestar esclarecimentos à Câmara sobre a atual situação do Hospital Santa Casa de Ribeirão Preto.

O requerimento informa que a Santa Casa não poderá continuar prestando os serviços sem receber os repasses, pois a população é quem sofrerá com as consequências, caso as negociações da dívida não finalizem.

A convocação do Secretário foi aprovada pelos vereadores, na votação englobada de requerimentos.  E a resolução será posta em votação na sessão da Câmara, nesta terça-feira, 15.

Revide Online
Laura Scarpelini
Fotos: Arquivo Revide 

Compartilhar: