Revide, Mais uma startup de Ribeirão Preto está entre as 100 mais promissoras do Brasil, BIOaps, Saúde, mais, promissoras, Brasil

Mais uma startup de Ribeirão Preto está entre as 100 mais promissoras do Brasil

A BIOaps leva os cuidados com a saúde e a medicina para mais perto de pacientes por meio da tecnologia

Neste ano, quatro startups de Ribeirão Preto — três delas ligadas ao Supera Parque de Inovação e Tecnologia — conquistaram vagas no Ranking das 100 Open Startups, que lista as mais promissoras do mercado corporativo na área da saúde. Uma delas é a BIOaps, startup que leva aos usuários saúde de forma contínua. 

Segundo o CEO e presidente da BIOaps, Carlos Braga, foi uma grande conquista estar na lista. “Para a BIOaps, foi uma grande alegria, pois é um reconhecimento de todo nosso trabalho. Ser empreendedor no Brasil não é fácil, ainda mais em um ano tão difícil como 2020. Mostra que estamos no caminho certo, pois esse ranking é feito com as declarações e informações de nossos clientes, isso nos deixa ainda mais motivados para continuar nosso caminho”, afirma. 

A BIOaps organiza e coordena os Cuidados de Saúde das pessoas por meio de um aplicativo (app) de celular, chamado de BIO, que é ligado a uma Central Médica e a um software de Inteligência e Gestão Populacional. “Os usuários utilizam o aplicativo BIO, conectam-se à Central Médica, e recebem o cuidado desses profissionais 24 horas ao dia. No primeiro acesso, classificamos o risco de saúde do usuário, não somente pelas suas doenças crônicas, mas pelo seu risco de saúde como um todo, o que nos possibilita um cuidado muito mais personalizado e individualizado. Após essa classificação, o usuário é inserido em uma linha de cuidado, com um calendário de ações personalizadas”, explica o CEO. 

Além disso, a startup também conta com consultas por telemedicina — tanto médicas quanto de outros profissionais. De acordo com Carlos, o intuito é sempre ofertar aos usuários do app um cuidado integral. “Hoje, atendemos pessoas em todos os estados do Brasil, e já temos propostas para expansão para Portugal, países Africanos de língua Portuguesa e América Latina”, comenta. 

Fotos: Divulgação

Compartilhar: