Rejuvenescimento e beleza

Rejuvenescimento e beleza

Apesar do envelhecimento não poder ser interrompido, a médica dermatologista Dra. Talyta Andraus (RQE: 73696) destaca que um acompanhamento integrativo profissional, procedimentos e tecnologias mantêm

Quem não sonha em manter a famosa “pele de bebê” para sempre?! Cerca de 70% da nossa derme é composta por colágeno. Com o passar da idade, a produção, invariavelmente, diminui e as estruturas celulares enfraquecem. Ter uma quantidade significativa de colágeno no organismo é o tal “algo” fundamental para que possamos ter uma pele mais bonita, unhas mais fortes e cabelos mais saudáveis, de forma geral. E desse assunto, a médica Dra. Talyta Andraus entende.

Esse cuidado deve começar cedo. “O tratamento integrativo, ou seja, de fora para dentro, é mais efetivo quando começamos a usar a tecnologia na derme. Com esse acompanhamento global, possibilita-se um lifting natural e mantemos a beleza da pele”, explica a especialista. Existem hoje novos protocolos e tecnologias que há alguns anos vêm se tornando mais acessíveis pela diminuição de seus custos, como métodos não invasivos que utilizam o laser, a radiofrequência ou ultra microfocado. 

Entre as tecnologias, Dra. Talyta destaca o Liftera. Diferente das outras, somente ele possui a exclusiva e inovadora Unidade Digital de Potência (UDP), criada para trazer mais segurança, precisão e eficiência aos tratamentos. “A UDP permite utilizar menos energia para atingir o ponto ideal de coagulação. Ou seja, quando dispara, esses pontos recebem a quantidade de energia ideal para a realização do procedimento. Por isso, é mais eficaz, pois obtém o efeito térmico e mecânico desejado, sem causar dores ou riscos ao paciente”, explica a Médica. As sessões com tratamento mais eficiente despertam a sua derme estimulando-a a produzir colágeno nas áreas escolhidas. Tratando assim, de enaltecer a beleza que já existe em seu rosto, sem intervenções bruscas. 

Além disso, existe a possibilidade em associar o aparelho com procedimentos, como bioestimuladores, para resultados mais rápidos. Com a associação do polímero ao ultrassom microfocado, esse mesmo resultado pode ser atingido apenas com uma sessão. Dessa forma, é possível diminuir o tempo de tratamento e aumentar a rapidez dos resultados. “Vale mencionar que o tratamento precisa ser mantido, afinal, o processo de envelhecimento é natural e irremediável. Por isso, é importante que a paciente faça a manutenção para que não perca os resultados”, complementa. 

A quantidade de sessões necessária varia conforme o grau da flacidez, que pode ser leve, moderado ou grave. Um caso leve a moderado, por exemplo, necessita apenas de uma sessão. Já o moderado a grave pode precisar de 2 ou 3 sessões.

Dra. Talyta
Apaixonada pelo assunto, a dermatologista Dra. Talyta Andraus (RQE 73696), se especializa cada vez mais nessa área. A profissional atua em diversas áreas dentro da especialidade, como Cirurgia Dermatológica e Medicina Estética. Além disso, sempre em busca de atualização, tanto no Brasil quanto no exterior, com ênfase em Medicina Integrativa e Longevidade Saudável, pós-graduação em Longevidade, Ortomolecular e está finalizando pós-graduação em Nutrologia.

Onde: Iguatemi Empresarial , Av. Luiz Eduardo Toledo Prado, 870,  Vila do Golfe
Tel.: 16 3620.7714
Instagram: @dra.talytaandraus

Compartilhar: